alma velha


A parede é húmida. A pinta começa a formar escamas junto aos beiras das janelas como um peixe que secou na lota, à luz de um domingo quente. Na porta, a madeira lasca como se de uma lombarda tornada amarela pelo tempo se tratasse. O vento varre as folhas do chão como se caminhasse ao ritmo vagaroso de uma mulher curvada. O sol cobre os vitrais por cima da porta; os reflexos pintam o tapete de mil e um tons orientais, dando cor a um quadro mofo de fim do dia.
A escadaria, um braço que se esticava para agarrar o fundo, envolvia o andar inferior num abraço aconchegado. Os degraus cambaleavam apressadamente para o seu derradeiro fim. A pele, roçando levemente o corrimão de metal, fazia levantar as poeiras do tempo que se perdiam no ar.
Por muitas comparações que pudesse fazer com o exterior, aquela casa nunca se camuflaria com nada que para além das suas paredes existia. Os anos passavam e ela seguia o seu curso natural, sem mudança, sem perturbação. Ao sabor do vento, comandada pelo tempo, presa à eternidade, sem vislumbre de luz ao fundo. 
Naquele sítio apenas eu encaixava. Preenchia o meu lugar, mesmo não sendo peça do puzzle. Talvez a minha alma seja tão velha como aquele soalho. Talvez seja essa razão pela qual eu caibo entre as paredes que a todos sufocam, eu piso o chão que todos temem e eu, simplesmente, encaixo num local que todos odeiam.

29 comentários:

  1. adorei adorei adorei adorei!
    tens uma escrita tão envolvente!

    ResponderEliminar
  2. Muito obrigada doce.
    É mesmo linda!

    ResponderEliminar
  3. de nada querida e simpodes responder lá no meu cantinho, um beijo

    ResponderEliminar
  4. de nada, não estas á vontade :)
    mas faz o primeiro selo *

    ResponderEliminar
  5. R: Claro que sim! Em relação aos selos, sim estás a vontade :)

    ResponderEliminar
  6. R: Claro que sim! Em relação aos selos, sim estás á vontade, beijo :)

    ResponderEliminar
  7. Sem palavras, adorei!
    r: muito obrigada minha linda (:

    ResponderEliminar
  8. pois é! eu canto, não sei é se encanto, ahah :)

    ResponderEliminar
  9. Sim linda, de verdade! Adoro a forma como transmites as palavras, como nos fazes viver cada momento de cada frase!
    não tens de que darling! (:

    ResponderEliminar
  10. Ohh, não tens que agradecer linda, obrigada eu :D

    ResponderEliminar
  11. obrigada morzinho, assim fico a conhecer-te melhor um bocado :)

    ResponderEliminar
  12. acredito, mas nem sabia que eles iam dar autógrafos *.*

    ResponderEliminar
  13. A musica chama-se: João Seilá - Epifania ;D

    ResponderEliminar
  14. passou na sic o anuncio para nos inscrevermos :)

    ResponderEliminar
  15. assustei? oh, isso é bom, é sinal que gostas do meu blog, right? :b
    r: ouvi dizer que dá. podes mudar o link à vontade que os seguidores têm acesso na mesma ao blog.
    eu já não vou mudar de escola, agora o dilema era mudar de turma xD e acho que não vou mudar. agendei um post pra domingo a explicar porquê. o pessoal da blogo vai achar que sou tolinha xD

    ResponderEliminar
  16. Gostei do teu blog! Já estou a seguir <3
    http://annluckindarkdays.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  17. Adorei o texto, muitos parabens, realmente (:

    ResponderEliminar
  18. r: sim, já me pré-inscrevi, estou à espera que me contactem :)

    ResponderEliminar
  19. Ihihi thanks honey!! ^_^
    http://annluckindarkdays.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  20. r: oh, obrigada por gostares do meu blog :D eu também tenho um carinho muito especial pelo teu ;)
    ai, deseja-me sorte que bem preciso! eu quero tanto que o 12º ano corra bem, quero tanto ter amigos de volta que até me vou portar bem e piar fino xD

    ResponderEliminar
  21. foram boas, bom tempo, boa praia .. :)
    muito obrigada minha querida ! <3

    ResponderEliminar