senhoras esperanças

Eu crio esperanças. É isto que eu faço! Nem é algo a part-time; criar esperanças ocupa-me a tempo inteiro. Não consigo evitar, retardar o seu efeito ou simplesmente pôr em pausa. As esperanças são um ciclo vicioso. Uma bola de neve que vai acabando por me arrastar na descida. Mas o fim nunca mais chega, é sempre a descida. 
A voz off dentro da minha cabeça não perde a voz, e a sua força é recuperada cada vez que a voz exterior se cala. Como é que eu posso controlar o que se passa à minha volta, se nem o meu interior consigo ? Eu não obsessões de poder, apenas tenho ideias de grandeza. Eu não consigo pensar "pequeno". E toda a gente sabe o que surge após estes pensamentos. Esperanças, esperanças, esperanças! E depois desilusões, desilusões, e sucessivas desilusões. 
E então eu volto para a minha caixinha. Volta o dark place. Até a próxima esperança surgir, pronta para me deitar abaixo, novamente.


11 comentários:

  1. oh linda, eu sei bem o que é esse "viver iludida", eu já fui mais assim...imagina coisas, algo que quase era impossivel alcançar, ou muito mas muito dificilmente iria concretizar, mas sabes? vais chegar a um ponto que tu vais conseguir gerir isso, vais mesmo, passarás apenas a "ver um caminho mais à frente", ou seja, vais apenas sonhar e imaginar coisas que poderás num futuro próximo realizar. não desanimes!

    ResponderEliminar
  2. gosto mais de margarida do que de sara xD

    ResponderEliminar
  3. achas mesmo querida? estava um pouco insegura ao escreve-lo.

    ResponderEliminar
  4. Eu já exprimentei vários e também ainda nao sei se quero curto ou comprido xd

    ResponderEliminar
  5. eu entretanto resolvo a situação com os meus pais, obrigada pela preocupação (;

    ResponderEliminar